Resumo Trabalho

CLASSIFICAÇÃO E REABILITAÇÃO DE IDOSOS COM PRESBIACUSIA: REVISÃO SISTEMÁTICA

LAÍS CLARK DE CARVALHO BARBOSA, DANIELLE SUASSUNA ALENCAR, LOUISE CABRAL GOMES , BRUNO LEITE RAMALHO e orientado por VALÉRIA CRISTINA DA SILVA e orientado por VALÉRIA CRISTINA DA SILVA

Com a progressiva elevação da expectativa média de vida, decorrente da diminuição das taxas de mortalidade e natalidade, observa-se que o envelhecimento populacional faz parte do cenário mundial atual. No Brasil, de acordo com o último Censo do IBGE, realizado em 2000, a população idosa correspondia a 5,85% da população geral, representando um crescimento de 1,02% em relação ao Censo anterior, de 1991. Com o processo de envelhecimento ocorrem diversas alterações de ordem celular, morfológicas e funcionais. Uma das mais comuns é a diminuição da acuidade auditiva, também conhecida como Presbiacusia. O estudo tem como objetivo realizar um levantamento da literatura sobre a classificação da presbiacusia e sua reabilitação nos idosos. Estudo de revisão sistêmica de natureza quanti-qualitativa, realizada no período de 1964 a 2015, nas seguintes bases de dados da Biblioteca Virtual da Saúde:Lilacs (Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), Scielo (Scientific Eletronic Library Online). Para análise dos dados foi realizada a organização do conteúdo quanto ao ano, tipo de publicação, métodos/técnicas e essência do conteúdo. Os resultados apontam que a classificação da presbiacusia deve ser feita de acordo com seu estudo histopatológico e com a idade de cada pessoa acometida para um melhor diagnóstico e uma reabilitação mais promissora. Para reduziras reações psicossociais subsequentes da deficiência auditiva no idoso, faz-se necessária a inclusão do mesmo em programas de reabilitação auditiva que visam a execução de estratégias suplementares que contribuirão para maior eficiência comunicativa associado ao uso de dispositivos de amplificação.

Veja o artigo completo: PDF