Resumo Trabalho

RELATO DE EXPERIÊNCIA DA CAMPANHA PELO USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS E ADESÃO DAS PESSOAS IDOSAS

MAYANA CRISTINA AMARAL FREIRE SOUZA, MARIA IRACEMA DA SILVA NETA

Devido ao aumento da população idosa no Brasil, que segue uma tendência dos países desenvolvidos, surgem desafios cada vez maiores aos serviços e aos profissionais de saúde. Verifica-se um grande número de patologias encontradas com sintomatologias diversas e a prevalência de doenças crônicas degenerativas, as quais frequentemente dependem de terapêuticas medicamentosas prolongadas ou contínuas. O objetivo desse estudo é relatar a experiência vivenciada com a Campanha do Uso Racional de Medicamentos realizado na Praça do Bambuzinho em Petrolina - PE e na Praça do Paço Municipal em Juazeiro – BA, pelas residentes de enfermagem do Hospital universitário de Petrolina. Trata-se de estudo descritivo, de campo, tipo relato de experiência, referente a Campanha pelo o Uso Racional de Medicamentos realizado no dia 05 de maio de 2017 através da Universidade Federal do Vale do São Francisco/UNIVASF. O relato refere-se à vivência da campanha, que foi realizada pelo Centro de Informação sobre Medicamentos. Durante o evento foram prestadas informações e esclarecimentos sobre o uso correto e seguro de medicamentos, além da abordagem de alguns temas específicos como o uso de medicamentos pelos idoso, cuidados no uso de plantas medicinais, boas práticas de higiene e parasitoses, tratamento da tuberculose e medicamentos usados para saúde mental. Além disso, foram prestados cuidados assistenciais de enfermagem, aferição de pressão arterial sistêmica, glicemia capilar, medição de índice de massa corpórea (IMC). Foi realizado momentos de educação em saúde sobre o manejo e monitoramento do diabetes e Hipertensão, no que tange aos horários dos medicamentos prescritos, a importância da atividade física regular, a alimentação saudável e a manutenção do peso de acordo com o IMC (Índice de Massa Corpórea). Os idosos mostraram-se satisfeitos quanto à participação da campanha, houve interação com a equipe de saúde, esclarecimento de dúvidas, além de serem orientados sobre a prevenção e controle de doenças. Observou-se também uma maior participação e adesão de pessoas idosas como participantes do evento, que era aberto a todo o público. É importante cuidar da saúde da pessoa idosa, uma vez que nessa fase o indivíduo fica mais fragilizado e susceptível a várias doenças. Prevenir e controlar são as medidas fundamentais para garantir um envelhecimento saudável e evitar possíveis gastos públicos. A educação em saúde é uma das ferramentas fundamentais para o profissional de saúde, fomentar o envolvimento da população nessas ações contribui com o desenvolvimento do interesse e da autonomia do autocuidado da saúde, garantindo o exercício da cidadania, além de promover a proximidade com os servidores da saúde. É importante incentivar e fomentar mais momentos e eventos que possibilitem ao idoso conhecimento sobre prevenção de doenças, orientação sobre uso de medicações, autocuidado, bem estar e qualidade de vida.

Veja o artigo completo: PDF