Resumo Trabalho

FATORES ASSOCIADOS À DOR EM MEMBROS INFERIORES DE IDOSOS DA COMUNIDADE

WESLLEY BARBOSA SALES, ANA FLÁVIA DA SILVA SOUZA, ROMILDO ARCANJO DO NASCIMENTO FILHO, ALINI SILVA DO NASCIMENTO FARIAS e orientado por VANESSA DA NÓBREGA DIAS

A DOR É UMA DAS PRINCIPAIS QUEIXAS RELATADAS POR IDOSOS, SENDO ASSIM IMPORTANTE OBSERVAR FATORES ASSOCIADOS QUE POSSAM ESTAR LIGADOS A ESSE SINTOMA. O OBJETIVO DESSE ESTUDO FOI ANALISAR OS FATORES ASSOCIADOS À QUEIXA DE DOR EM MEMBROS INFERIORES DE IDOSOS DA COMUNIDADE. O ESTUDO É OBSERVACIONAL, ANALÍTICO, DE CARÁTER TRANSVERSAL. A AMOSTRA FOI COMPOSTA POR 32 IDOSOS A PARTIR DE 60 ANOS, DE AMBOS OS SEXOS. FORAM AVALIADOS DADOS SÓCIOS DEMOGRÁFICOS E CLÍNICOS. PARA A ANÁLISE DESCRITIVA FOI UTILIZADA A MÉDIA COMO MEDIDA DE TENDÊNCIA CENTRAL E O DESVIO PADRÃO COMO MEDIDA DE DISPERSÃO. OS TESTES DE MANN-WHITNEY E QUI-QUADRADO FORAM UTILIZADOS PARA ANÁLISE INFERENCIAL AOS DADOS DA VARIÁVEL PRINCIPAL: QUEIXA DE DOR EM MMII. PARA TODAS AS ANÁLISES ESTATÍSTICAS FOI ADMITIDO UM NÍVEL DE SIGNIFICÂNCIA DE 5% (P<0,05). HOUVE PREVALÊNCIA DE 83,6% SEXO FEMININO, 69,2% COR BRANCA, 28,6% FAIXA ETÁRIA 70-74 ANOS, 28,6% ANOS DE ESCOLARIDADE (PRIMÁRIO COMPLETO, PRIMÁRIO INCOMPLETO E PÓS-ELEMENTAR), 54,8% ESTADO CIVIL SEM VIDA CONJUGAL, 69,0% SAÚDE GERAL BOA, 38,1%, 66,7% NEGARAM HISTÓRICO DE TABAGISMO, 75,6% NEGARAM HISTÓRICO DE ETILISMO, 50% RELATARAM PRATICAR ATIVIDADE FÍSICA REGULAR, 47,6% PRESENÇA DE 1 OU 2 DOENÇAS, 59,5% NENHUMA QUEDA NOS ÚLTIMOS SEIS MESES E 90,5% APRESENTAM QUEIXA DE DOR EM MEMBROS INFERIORES. IMC P = 0,90, APRESENTANDO MÉDIA 28,6 + 5,0, TUG (TIMED UNP AND GO TEST) P = 0,21, MÉDIA 11,5% + 4,3%. DESSA FORMA, PODE-SE CONCLUIR QUE NÃO HÁ RELAÇÃO ENTRE QUEIXA DE DOR EM IDOSOS DA COMUNIDADE E AS VARIÁVEIS INVESTIGADAS NA AMOSTRA.

Veja o artigo completo: PDF