Resumo Trabalho

RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL E O GRUPO DE GINÁSTICA ORIENTADA PARA IDOSOS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

MARIANA CAMPOS DE SOUSA, BRUNA STEPHANIE SOUSA MALAQUIAS, ARMELINO MODESTO DA SILVA NETO, LILIAM ROSANY MEDEIROS FONSECA e orientado por ÁLVARO DA SILVA SANTOS e orientado por ÁLVARO DA SILVA SANTOS

Introdução: O acelerado crescimento do número de idosos no Brasil exige a criação de programas e serviços específicos para atender as necessidades e particularidades do idoso. Infelizmente, a terceira idade é reconhecida pela incapacidade e dependência, o que dificulta e muitas vezes impedem a inserção do idoso em uma série de atividade. Nesse sentido, verifica-se a importância de criar espaços e atividades que acolham e permitam que o idoso mantenha ou melhore suas capacidades, desenvolva suas habilidades, exerça sua cidadania e troque experiências. A prática de exercício físico se revela uma excelente estratégia de inserção do idoso, além de trazer uma série de benefícios como: melhora da qualidade e expectativa de vida, prevenção de incapacidades, doenças e deterioração das estruturas orgânicas, além de proporcionar bem-estar físico e mental. Objetivo: O estudo teve como objetivo relatar a experiência de residentes multiprofissionais em um grupo de ginástica orientada para idosos. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência que apresentará as experiências proporcionadas pela participação e condução dos residentes multiprofissionais em um grupo de ginástica orientada para idosos. O grupo ocorre numa Unidade Básica de Saúde na cidade de Uberaba, duas vezes na semana. O público alvo são os usuários idosos que frequentam a UBS, porém o grupo é aberto para toda a comunidade que tenha interesse em participar, desde que todos tenham liberação do médico para prática de exercício físico. Resultados: A maior parte dos participantes do Grupo de Ginástica Orientada é idosa e composta por mulheres, mas tem alguns adultos mais velhos e poucos (ou às vezes nenhum) homens participando. Antes do inicio da atividade é realizada a aferição e o registro da pressão arterial como medida de segurança, e verificado se os participantes se alimentaram anteriormente, medida para evitar a hipoglicemia. O encontro é estruturado de modo a abranger: aquecimento, exercício físico em si e desaquecimento. Ao final, com objetivo de integração e respeito às crenças é realizada uma oração. São utilizados como materiais para realização da ginástica: bastões, halteres, música, entre outros. Discussão: A prática da ginástica orientada favorece as mudanças no estilo de vida, o envelhecimento ativo e a melhoria na qualidade de vida, promovendo o máximo de bem-estar e autonomia na realização das atividades da vida diárias. O envelhecimento ativo deve ser uma prioridade não apenas para os idosos, mas também para os jovens e adultos que estão em processo de envelhecimento a cada dia. Conclusão: Portanto a ginástica orientada além de melhorar a saúde dos idosos e fazê-los serem mais ativos, possibilita a socialização deles, o acompanhamento mais perto da UBS e proporciona o envelhecimento ativo e saudável.

Veja o artigo completo: PDF