Resumo Trabalho

AVALIAÇÃO FUNCIONAL DE IDOSOS ATENDIDOS NA ATENÇÃO BÁSICA

DAIANY COSTA SOUZA, EMÍLIA SAMPAIO ROCHA, EVA SORAIA SILVA JUSTINO, ISABELLA DANTAS DA SILVA e orientado por EMÍLIA SAMPAIO ROCHA

O AUMENTO DA PROPORÇÃO DE IDOSOS NÃO É UM FENÔMENO REPENTINO OU INESPERADO, RESULTA DAS TRANSFORMAÇÕES DEMOGRÁFICAS OCORRIDAS NAS DÉCADAS PASSADAS. MUITAS REPERCUSSÕES NA SAÚDE PÚBLICA E NAS ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS DO ENVELHECIMENTO PODEM VIR A CAUSAR NÍVEIS CRESCENTES DE LIMITAÇÕES AO DESEMPENHO DE ATIVIDADES BÁSICAS DA VIDA DIÁRIA, ASSIM, INTERFERINDO NA FUNCIONALIDADE DA PESSOA IDOSA. TIVEMOS COMO OBJETIVOS: ESTIMAR A PREVALÊNCIA DE INCAPACIDADE FUNCIONAL PARA ATIVIDADES BÁSICAS E INSTRUMENTAIS DA VIDA DIÁRIA E SUA ASSOCIAÇÃO COM CARACTERÍSTICAS SOCIOECONÔMICAS, DEMOGRÁFICAS E DE SAÚDE EM IDOSOS; AVALIAR A FUNCIONALIDADE DOS IDOSOS ATENDIDOS EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE (UBSF), DESCREVER A ASSISTÊNCIA OFERTADA AOS IDOSOS E IDENTIFICAR AS DOENÇAS DE MAIOR PREVALÊNCIA. ESTE É UM ESTUDO TRANSVERSAL DE NATUREZA QUANTITATIVA, COM IDOSOS QUE FREQUENTAVAM A UBSF. FOI APLICADO QUESTIONÁRIO SEMIESTRUTURADO PARA COLETA DE DADOS SOCIODEMOGRÁFICOS, FORAM AVALIADOS ATRAVÉS DAS ESCALAS DE KATZ E DE LAWTON TAMBÉM SENDO AVALIADA A MOBILIDADE ATRAVÉS DO TESTE TIME GET UP AND GO TEST. O ESTUDO FOI COMPOSTO POR 15 HOMENS E 28 MULHERES. TIVEMOS PREDOMINÂNCIA DE IDOSOS COM FAIXA ETÁRIA DE 60 A 69 ANOS E CASADOS. MAIOR PREVALÊNCIA DE BAIXA ESCOLARIDADE, APOSENTADOS E AGRICULTORES. A HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA FOI A DOENÇA DE MAIOR PREVALÊNCIA. O MAIOR PERCENTUAL DE IDOSOS RECEBEM ASSISTÊNCIA DE MÉDICO, ENFERMAGEM E DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE. NA AVALIAÇÃO DA ESCALA DE KATZ, MOSTRAM-SE INDEPENDENTES. NA ESCALA DE LAWTON, 87% DOS HOMENS E 86% DAS MULHERES SÃO INDEPENDENTES. JÁ QUANTO AO RISCO DE QUEDAS, 76,7% DOS IDOSOS APRESENTARAM MÉDIO RISCO.

Veja o artigo completo: PDF