Resumo Trabalho

HIPOGLICEMIANTES E RISCO DE QUEDAS EM PESSOAS IDOSAS COM RETINOPATIA DIABÉTICA

INGRYD KAROLLYNE VILAR FERREIRA, FABIANA GOMES DA SILVA, CLARICE DOS SANTOS BEZERRA, LARISSA AGUIAR ALVES e orientado por JACIRA DOS SANTOS OLIVEIRA

OBJETIVO: INVESTIGAR O USO DE HIPOGLICEMIANTES E RISCO DE QUEDAS EM PESSOAS IDOSAS COM RETINOPATIA DIABÉTICA. METODOLOGIA: ESTUDO EXPLORATÓRIO, DESCRITIVO E ABORDAGEM QUANTITATIVA, REALIZADO COM 98 PESSOAS IDOSAS COM RETINOPATIA DIABÉTICA ATENDIDOS EM UMA UNIDADE DE VISÃO DE UM HOSPITAL DE ENSINO NO PERÍODO DE JANEIRO A MAIO DE 2018. A SELEÇÃO DOS ENTREVISTADOS OBEDECEU A CRITÉRIOS DE INCLUSÃO E EXCLUSÃO PROPOSTOS NO ESTUDO E OS PARTICIPANTES ASSINARAM O TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO. OS DADOS COLETADOS POR MEIO DE UM INSTRUMENTO PRÉ-ELABORADO PELOS PESQUISADORES FOI APLICADO AO PROGRAMA SPSS VERSÃO 2.0 E OS RESULTADOS REPRESENTADOS EM TABELA. O ESTUDO OBEDECEU A RESOLUÇÃO 466/2012 DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE, COM CAAE 80984917.0.0000.5183 E PARECER N°2.454.647. RESULTADOS: OBSERVOU-SE QUE 79(80,6%) FAZ USO DE HIPOGLICEMIANTES POR VIA ORAL, 54(55,1%) FAZ USO INJETÁVEL COMO INSULINA E 32(32,7%) JÁ SOFREU QUEDA NO ÚLTIMO ANO, PORTANTO EVIDENCIA-SE QUE UM TERÇO DA AMOSTRA CORRE RISCO DE CAIR NOVAMENTE, POIS APRESENTAM FATORES DE RISCO COMO HISTÓRIA DE QUEDAS, IDADE AVANÇADA, ACUIDADE VISUAL DIMINUÍDA E, ALÉM DISSO, FAZEM USO DE HIPOGLICEMIANTES. CONCLUSÃO: DESPERTA-SE PARA A NECESSIDADE DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE VOLTADA A PESSOA IDOSA COM RETINOPATIA DIABÉTICA QUE UTILIZA MEDICAMENTOS PARA DIABETES MELLITUS VISANDO CONCIENTIZAR QUANTO AOS RISCOS DE QUEDAS

Veja o artigo completo: PDF