Resumo Trabalho

A IMAGEM E O PREPARO DO ENFERMEIRO QUANTO AO SEU PRÓPRIO ENVELHECIMENTO

DANIELE CRISTINA DA SILVA, MAIRA ESTHEFANY PEREIRA DOS SANTOS e orientado por ANA CAROLINE DA COSTA e orientado por ANA CAROLINE DA COSTA

O presente estudo consiste em uma abordagem qualitativa, exploratória, descritivo e transversal. Visou conhecer a imagem dos enfermeiros da cidade de Itajubá -sul de Minas Gerais, acerca do próprio envelhecimento e conhecer o planejamento dos enfermeiros em questão sobre o próprio envelhecimento. A amostra foi constituída por 20 enfermeiros e amostragem do tipo intencional. Os dados foram coletados no período do mês de janeiro a abril de 2011, após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade Wenceslau Braz, Itajubá. Os dados foram analisados e interpretados utilizando o método do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Dos 20 enfermeiros entrevistados, evidenciou-se que 95% pertenciam ao gênero feminino, 75% casados e 40% atuavam em Unidade Básica de Saúde. A idade média, prevaleceu de 48,75 anos de idade, número de filhos foi de 2,13, número de empregos de 1,25 e 37,4 a carga horária semanal da jornada de trabalho. Referente ao tema 01: “como enfermeiro se vê envelhecendo” emergiram as seguintes ideias centrais mais frequentes: “Como um processo natural”, "adquirindo experiências de vida" Sobre o tema 02: " preparo do enfermeiro para o próprio envelhecimento", as ideias centrais prevalentes foram: "Sim, procurando ter um envelhecimento saudável", "não penso e não estou preparada" e "não, pela falta de tempo". Constatou-se que grande parte dos profissionais enfermeiros ainda não reflete sobre o seu envelhecimento, não se imagina velho e não se prepara para um envelhecimento saudável.

Veja o artigo completo: PDF