Resumo Trabalho

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A IDOSOS COM ESTOMAS DE ELIMINAÇÃO CADASTRADOS EM UM PROGRAMA DE ESTOMIAS DE UM HOSPITAL PÚBLICO: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

LUCY KELLY BRITO BOMFIM EUSTAQUIO, LÁZARO BETEL EUSTÁQUIO DA SILVA, KÉZIA EUNICE COSTA DE SOUZA, LARISSA DOS SANTOS BRANDÃO e orientado por HILMA KEYLLA DE AMORIM e orientado por HILMA KEYLLA DE AMORIM

O estoma trata-se de uma comunicação entre órgãos ou vísceras e o ambiente externo, cuja finalidade é alimentação, drenagem e eliminação. É um procedimento médico-cirúrgico que pode ser temporário ou definitivo, e é classificado de acordo com sua função e o local onde foi realizado. O estoma intestinal é o tipo mais comum e é indicado nos casos de obstruções intestinais, perfurações do cólon (por neoplasias, doença inflamatória intestinal, doença diverticular, colite isquêmica), traumas, fístulas e proteção de anastomoses de alto risco. Em um estudo realizado em Maceió em 2013, constatou que câncer colorretal (40.7%) foi o principal motivo da realização de uma ostomia, seguido de trauma (18.1%) e abdome agudo (12%), sendo mais prevalente em idosos do sexo feminino de 60 a 69 anos. As ações que são desempenhadas pelo enfermeiro à pessoa idosa com estomia e frequentadora do serviço de saúde visa a excluir o medo de realizar o autocuidado, devendo alcançar também seus familiares, para que a continuidade da assistência em domicílio seja garantida. A intenção de realizar este relato de experiência justifica-se pela necessidade de explorar a função do profissional de enfermagem ao cuidar de um idoso estomizado e aprimorar cada vez mais essa assistência. Diante disso, objetiva-se relatar a assistência de enfermagem prestada à idosos com estomas de eliminação atendidos no programa de estomias de um hospital público universitário do Estado de Alagoas. Trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência sobre a vivência enfermeiros e estudantes de enfermagem do último ano do curso de enfermagem da Universidade Federal de Alagoas ao prestar cuidados em um programa de estomias do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA), na oportunidade do estágio extracurricular supervisionado, no período de julho a outubro de 2017. O Programa de estomias do HUPAA é composto por uma equipe multiprofissional (enfermeiros, médicos, psicóloga, assistente social, nutricionista e farmacêutico), estando classificado em Atenção às Pessoas Estomizadas II. A assistência prestada pela Enfermagem ao idoso com estoma, torna-se bastante relevante para a qualidade de vida do idoso, bem como reflete na diminuição das possíveis complicações que o estoma possa vir a apresentar. O idoso com estoma apresenta por vezes mais dificuldades na implementação do cuidado, e pode apresentar-se, cheio de dúvidas e receoso quanto a nova situação. Dentro desse contexto o Enfermeiro deve levar em consideração suas fragilidades e angústias, auxiliando a conviver com a estomia abrangendo também a família no cuidado.

Veja o artigo completo: PDF