Resumo Trabalho

AVÓS IDOSOS QUE EXERCEM A FUNÇÃO PARENTAL DE UMA NETA: UM ESTUDO DE CASO

THAIS AFONSO ANDRADE, UBIRACELMA CARNEIRO DA CUNHA, CIRLENE FRANCISCA SALES DA SILVA, CRISTINA MARIA DE SOUZA BRITO DIAS

O aumento significativo da população idosa é um dos fatores que vem provocando mudanças na estrutura e na dinâmica familiar. Com esse aumento da longevidade, a convivência de duas ou mais gerações torna-se cada vez mais frequente, ocasionando transformações no exercício dos papéis e funções dos membros do sistema familiar. A partir desse cenário, este estudo trata de um fenômeno recorrente nos arranjos familiares da atualidade: avós que exercem a função parental junto aos netos. Nesse contexto, este trabalho teve como objetivo geral analisar o suporte parental dos avós na perspectiva de uma adolescente que vivenciou situação de negligência materna na infância. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, de caráter exploratório, utilizando um estudo de caso, através de entrevista com uma adolescente que reside com os avós maternos. A entrevista foi analisada segundo a técnica de análise de conteúdo temática. Verificou-se que, para a adolescente, os avós maternos assumiram uma função parental, chegando a serem chamados de “mãe” e “pai” por ela, pois foram as pessoas que sempre a protegeram e que forneciam cuidados. Nesse sentido, foi percebido que esse tipo de arranjo familiar tanto pode ser fonte de apoio e ajuda mútua, como de conflitos e tensões, considerando as diferenças geracionais. Espera-se contribuir no sentido de ampliar a compreensão acerca da dinâmica dessas famílias e dar subsídios ao trabalho de profissionais que lidam com idosos e adolescentes que coabitam.

Veja o artigo completo: PDF