Resumo Trabalho

A REALIZAÇÃO DE GRUPOS DE PROMOÇÃO À SAÚDE (GPS) NA EFETIVIDADE DE UM ENVELHECIMENTO ATIVO

GERÔNIMO VICENTE DOS SANTOS JÚNIOR, EMANUELLE SORAYA PEREIRA DA SILVA, ERIKA APARECIDA SANTOS DUARTE

As intervenções terapêuticas ao envelhecimento são um desafio do qual procura-se manter a melhor qualidade de vida à medida que a idade avance. Uma das metas mais importantes do envelhecimento ativo é manter a autonomia e a independência durante o processo de senescência, por isso as políticas e programas devem promover além de uma melhoria das condições físicas do idoso, também a oportunidade de relações sociais e atenção à saúde mental desses. Os grupos de promoção à saúde (GPS) são definidos como uma intervenção coletiva e interdisciplinar de saúde, constituída por um processo grupal dos seus participantes a fim de realizar a tarefa da promoção da saúde. Neste relato, foi realizado um grupo, voltado a pessoas idosas, do qual eram realizadas reuniões duas vezes por semana. As reuniões foram mediadas por um grupo de residentes da Residência Multiprofissional em Saúde do Adulto e Idoso da Universidade Federal de Sergipe, composto por: dois enfermeiros, um fisioterapeuta, uma farmacêutica, uma psicóloga, e duas nutricionistas. Foram realizadas abordagens teóricas e práticas de temas voltados aos direitos da pessoa idosa, alterações cognitivas e na memória relacionada ao envelhecimento, utilização correta de medicamentos, prevenção de quedas, e alimentação saudável. Além disso, um momento foi reservado para os idosos contarem suas experiências e suas memórias relacionadas a sua infância e juventude. Os GPS, em nosso meio, mostraram-se como uma grande alternativa de atuação para a manutenção da capacidade autônoma do idoso, devido ao grau de participação dos idosos e ao maior empoderamento sobre sua própria saúde.

Veja o artigo completo: PDF