Resumo Trabalho

INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO EM IDOSOS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

MARIA DO CARMO CLEMENTE MARQUES FIGUEIREDO, KÁTIA JAQUELINE DA SILVA CORDEIRO e orientado por CLEIDE REJANE DAMASO DE ARAÚJO

INTRODUÇÃO: O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO MODIFICA A REPRESENTAÇÃO DA SAÚDE DA POPULAÇÃO IDOSA E O AUMENTO DE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS (DCNT), QUE RESULTA EM UMA MAIOR PROCURA AOS SERVIÇOS DE SAÚDE. EM DESTAQUE AS DOENÇAS CARDIOVASCULARES (DCV), PELO SEU POTENCIAL AGRAVANTE, SENDO O INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO (IAM) CONSIDERADO UMA SÍNDROME CLÍNICA DECORRENTE DA INTERRUPÇÃO ABRUPTA DO FLUXO ARTERIAL CORONARIANO PARA UMA REGIÃO DO MIOCÁRDIO, ACARRETANDO NA MORTE CELULAR E NECROSE IRREVERSÍVEL NÚMEROS DE HOSPITALIZAÇÕES EM TODO O MUNDO. OBJETIVO: RELATAR A EXPERIÊNCIA VIVENCIADA PELA PESQUISADORA EM UMA UNIDADE HOSPITALAR REFERÊNCIA EM CARDIOLOGIA, ONDE MAIOR NÚMERO DAS INTERNAÇÕES É DE PESSOAS IDOSAS ACOMETIDAS PELO IAM. METODOLOGIA: ESTUDO OBSERVACIONAL DESCRITIVO COM UMA ABORDAGEM QUANTITATIVA, DO TIPO RELATO DE EXPERIÊNCIA, CONSTRUÍDO A PARTIR DO QUANTITATIVO DE PACIENTES HOSPITALIZADOS COM DIAGNÓSTICO MÉDICO DE IAM NO PERÍODO DE JANEIRO A MARÇO DE 2019. REALIZADAS VISITAS DIARIAMENTE. RESULTADOS: TRAÇADO UM PERFIL ETÁRIO DAS INTERNAÇÕES HOSPITALARES EM IDOSOS, COM IDADE DE 89 IDOSOS ENTRE 60 A 79 ANOS, COM MAIOR QUANTITATIVO DO SEXO MASCULINO. DOENÇA DE BASE E FATOR MEDIADOR DO IAM A HIPERTENSÃO E DIABETES. AS DCV MUITAS VEZES, CAUSAM INVALIDEZ PERMANENTE DO IDOSO, INTERNAÇÕES DE LONGO PRAZO E INFECÇÕES HOSPITALARES, COMO: LESÃO TISSULAR, DOENÇAS RELACIONADAS AO SISTEMA RESPIRATÓRIO E URINÁRIO POR USO PROLONGADO DE DISPOSITIVOS MÉDICOS. CONCLUSÃO: SÃO NECESSÁRIOS DESENVOLVIMENTO DE PESQUISAS COM A POPULAÇÃO IDOSA, PARA A COMPREENSÃO DOS MECANISMOS DO ENVELHECIMENTO, IDENTIFICAÇÃO, PREVENÇÃO, TRATAMENTO DAS DOENÇAS, SURGIMENTO DE ALTERAÇÕES CARDIOVASCULARES E UM ALTO ÍNDICE DE MORBIMORTALIDADE E MAIOR NÚMERO DE HOSPITALIZAÇÕES.

Veja o artigo completo: PDF