Resumo Trabalho

INTERNAÇÕES HOSPITALARES DE IDOSOS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

MAYARA MADJA ARAÚJO MEDEIROS, FABRINA RAFAELA NASCIMENTO DE ANDRADE, MARIANNA DAYENNE BATISTA DE PAIVA, SIDCLEIA KÉCIA VIEIRA SILVA e orientado por BÁRBARA COELI OLIVEIRA DA SILVA e orientado por BÁRBARA COELI OLIVEIRA DA SILVA

O envelhecimento populacional é uma realidade incontestável em todo o mundo, principalmente nos países em desenvolvimento. Em decorrência das mudanças no perfil etário da população esperase um aumento das doenças crônicas não transmissíveis, tendo como consequência pouca capacidade funcional desses idosos e aumento nos gastos com a saúde pública, devido aumento nas demandas com internações hospitalares e com cuidados médicos. Objetivou-se descrever o perfil das internações hospitalares de idosos no estado do Rio Grande do Norte, nos anos de 2008 a 2017. Trata-se de um estudo ecológico descritivo referente às internações hospitalares de idosos com 60 anos ou mais no estado do Rio Grande do Norte. Entre período de 2008 a 2017 ocorreram 165.985 internações hospitalares entre idosos, dos quais 53.02% correspondem ao sexo feminino, faixa etária entre 60 e 69 anos de idade (39.18%), pardos (69.91%). As neoplasias foram as maiores causas de internação (47.85%), observou-se também que os maiores índices de internação estão na região metropolitana do Estado. Analisando o perfil e os dados das internações hospitalares de idosos, foi possível conhecer as principais morbidades da população idosa, sendo capaz de contribuir com subsídios para avaliar a situação de saúde em que a população se encontra, como também, exercendo um papel importante nas pesquisas científicas voltadas a epidemiologia em saúde.

Veja o artigo completo: PDF