Resumo Trabalho

ATIVIDADES DE LAZER EM CENTROS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS EM UMA CAPITAL DO NORDESTE

EDIRLANE SOARES DO NASCIMENTO e orientado por MARIA LUCI ESTEVES SANTIAGO e orientado por MARIA LUCI ESTEVES SANTIAGO

O crescimento da expectativa de vida para os idosos aumenta com o passar dos anos, onde estimativas acreditam em uma população idosa de 32 milhões para 2020. Nesse sentido, atividades de lazer são dispositivos potencializadores para um desenvolvimento saudável de idosos. O presente trabalho teve como objetivo analisar as atividades de lazer desenvolvidas a partir dos seus conteúdos culturais (físicos, manuais, intelectuais, artísticos e sociais) nos Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (CCFV) de Teresina-PI. Trata-se de um recorte dos resultados parciais de um Trabalho de Conclusão de Curso de residência, de natureza aplicada, com abordagem quanti-qualitativa, e um estudo transversal. As atividades de lazer - aspectos físicos - (AF) (dança, capoterapia, ginástica localizada, zumba, funcional) e as atividades sociais (passeios, cinema, festas e datas comemorativas) tiveram uma representatividade de 27% cada. As classificadas como atividades manuais (artesanato e oficinas de reciclagem) e artísticas (canto, coral e pintura), obtiveram apenas 13% cada uma de representatividade, onde 20% das atividades de lazer que acontecem nos CCFV são as atividades intelectuais (palestras, orientação social, curso de culinária). O lazer em sua diversidade pode contribuir consideravelmente no processo de integração entre os idosos e destes com demais ciclos de vida e ambientes. Acredita-se através da investigação na relevância do PEF dentro da equipe de profissionais dos CCFV de Teresina, no sentido de oferecer aos idosos um cuidado integral e sensível aos desafios e condições do público pesquisado, que necessitam de atividades de lazer como mecanismo para desfrutar de uma velhice com qualidade.

Veja o artigo completo: PDF