Resumo Trabalho

QUEDAS E REABILITAÇÃO: IMPACTOS PSICOSSOCIAIS

ROBERTA MACHADO ALVES, SAMILLE MILANY MIRANDA PIMENTEL DE ARAÚJO, CHARLE VICTOR MARTINS TERTULIANO e orientado por ANA KARINA DA CRUZ MACHADO e orientado por ANA KARINA DA CRUZ MACHADO

Em 2011, a população idosa era de 20,5 milhões, o equivalente a 10,8% da população total. Projeções indicam que, em 2020, a população idosa brasileira será de 30,9 milhões, representando 14% da população total. A Organização das Nações Unidas (ONU) considera o período de 1975 a 2025 a Era do Envelhecimento.5 Esse envelhecimento apressado vem determinando necessidades e demandas sociais que requerem respostas políticas apropriadas do estado e da sociedade (IBGE, 2011). Como conseqüência desse crescimento vem os cuidados com essa classe. Os riscos de queda em idosos causam impacto direto na sua vida. E, quando ocorrem os traumas os tratamentos são difíceis e lentos. Causando fardo emocional para o idoso e para os familiares e cuidadores.

Veja o artigo completo: PDF