Resumo Trabalho

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO EM SAÚDE NO CONTEXTO DA HAS EM IDOSOS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

JULIANA JAMAICA SOUSA DA SILVA e orientado por JULIANA BARBOSA MEDEIROS

A CONCEPÇÃO DE INTEGRALIDADE PRIORIZA AS AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE COMO ESTRATÉGIA ARTICULADA ENTRE A CONCEPÇÃO DA REALIDADE DO CONTEXTO DE SAÚDE E A BUSCA DE POSSIBILIDADES DE ATITUDES GERADORAS DE MUDANÇAS A PARTIR DE CADA PROFISSIONAL DE SAÚDE, DO TRABALHO EM EQUIPE E DOS DIVERSOS SERVIÇOS QUE BUSCAM UMA TRANSFORMAÇÃO NO QUADRO DE SAÚDE DA POPULAÇÃO. A HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA (HAS) É UMA DOENÇA CUJA PREVALÊNCIA AUMENTA PROGRESSIVAMENTE COM O ENVELHECIMENTO, SENDO ELA CONSIDERADA O PRINCIPAL FATOR DE RISCO MODIFICÁVEL PARA DOENÇAS CARDIOVASCULARES NA POPULAÇÃO GERIÁTRICA. ESTE ESTUDO TEVE POR OBJETIVO REFLETIR ACERCA DE PRÁTICAS EDUCATIVAS QUE POSSAM FORTALECER A EFETIVIDADE DA ATENÇÃO AOS IDOSOS HIPERTENSOS. A PRESENTE PESQUISA TEVE CARACTERÍSTICAS DESCRITIVO-EXPLORATÓRIA, RETROSPECTIVA, COM ABORDAGEM QUALITATIVA, ATRAVÉS DA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA DE LIVROS, ARTIGOS NACIONAIS E PUBLICAÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE. AO FORTALECER AS ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O CONTEXTO DA HAS FAZ-SE NECESSÁRIO REFLETIR ALGUMAS LACUNAS QUE REMETEM A QUESTÕES COMPLEXAS LIGADAS AO MODELO TRADICIONAL DE ATENÇÃO À SAÚDE, COMO A POSTURA CONSERVADORA E AUTORITÁRIA DE SE FAZER EDUCAÇÃO EM SAÚDE. CONTUDO, PROPÕE-SE QUE AS EQUIPES UTILIZEM O MODELO DIALÓGICO NAS PRÁTICAS EDUCATIVAS, POIS NA SUBJETIVIDADE QUE ENVOLVE A DINÂMICA SOCIAL, SÓ HÁ CONSCIENTIZAÇÃO E MUDANÇA QUANDO HÁ VÍNCULO E INTERAÇÃO.

Veja o artigo completo: PDF