Resumo Trabalho

VARIABILIDADE DA CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM CORPOS HIDRICOS NO SEMIÁRIDO

JOSINADJA DE FÁTIMA FERREIRA DA PAIXÃO, RUBENIA DE OLIVEIRA COSTA, ALINE COSTA FERREIRA, VIVIANE FARIAS SILVA e orientado por VERA LÚCIA ANTUNES DE LIMA e orientado por VERA LÚCIA ANTUNES DE LIMA

O semiárido brasileiro é caracterizado por condições vegetais, edáficas e climáticas bastante peculiares, com isto, tem-se alta taxa de evapotranspiração das localidades e as precipitações irregulares, além disto, a seca, sendo um fenômeno natural que necessita de uma maior atenção uma vez que, este afeta diretamente o desenvolvimento de toda a sociedade. O estudo teve como objetivo fazer uma análise da variabilidade da condutividade elétrica em corpos hídricos do município de Prata – PB. Foram coletadas amostras de água e identificados e georreferenciados as localidades. A classificação das amostras seguiu a metodologia da Embrapa (2011). Os dados foram inseridos no software Surfer 13, para obtenção do mapa e a classificação das águas, conforme Ayres e Westcot (1999). Foram coletadas 9 amostras de fontes de água distintas, onde 2 foram de poços e os demais de açudes. Os resultados mostram que as águas dos açudes estão mais propícios a perda de água por evapotranspiração, onde são mais susceptíveis a degradação, reduzindo a qualidade de água para diversos fins. Com isso, as amostras de água de poços tiveram maiores concentrações de sais em comparação aos teores de sais dos açudes, podendo ser utilizada para usos múltiplos em relação a condutividade elétrica.

Veja o artigo completo: PDF