Resumo Trabalho

AVALIAÇÃO DO USO DOS RESÍDUOS DA PRODUÇÃO DE POLPA DE CAJÁ COMO BISSORVENTES PARA ADEQUAÇÃO DA QUALIDADE DE ÁGUAS DE ABASTECIMENTO

JOSÉ EDIRAILSON QUIRINO JÚNIOR, DANILO PINHEIRO DA SILVA, MIRELLY ALEXANDRE GOMES, CLARICE OLIVEIRA DA ROCHA e orientado por ANTONIO JOSÉ FERREIRA GADELHA e orientado por ANTONIO JOSÉ FERREIRA GADELHA

Uma das maiores crises hídricas tem assolado o semiárido nordestino nos últimos 5 anos. Várias cidades do interior da região nordeste já se encontram ou estão na iminência de um colapso por falta de água. É o caso do município de Sousa, localizado no sertão da Paraíba, o qual é abastecido pelas águas do Rio Piranhas represadas no Açude de São Gonçalo. Entretanto, a água desse açude por si só não é suficiente para suprir a necessidade tanto da população sousense quanto da região e, por esse motivo, foram perfurados diversos poços artesianos em pontos estratégicos na zona urbana do município. O que acontece é que a água obtida nesses poços aparentemente não está de acordo com os padrões de potabilidade impostos pela Portaria 2.914/2011 do Ministério da Saúde, padrões esses que são necessários para garantir a saúde e bem-estar da população. Uma das possíveis alternativas para melhorar a qualidade da água é o processo de adsorção através da utilização de biomassas de frutas presentes com abundância na região do município. Neste sentido, este trabalho consiste na elaboração e utilização de um filtro formado por um suporte de tubo de PVC, no qual em seu interior estão dispostos materiais filtrantes como areia, brita e fibra do caroço do cajá (Spondias mombin), fruta abundante na região do semiárido nordestino. A biomassa foi ativada quimicamente e, em seguida, avaliou-se sua capacidade de filtração, no que se refere a alguns parâmetros físico-químicos de qualidade de água. Para isso, foi realizada a coleta de água em poços artesianos na zona urbana do município de Sousa-PB, a qual foi submetida ao processo de adsorção. Verificou-se que o resíduo do cajá apresenta um bom potencial de adsorção, tendo em vista que sua utilização reduziu os teores de cloretos, alcalinidade total, dureza total, além de reduzir também a condutividade elétrica de uma água com elevada concentração de sais.

Veja o artigo completo: PDF