Resumo Trabalho

ARMAZENAMENTO DE ÁGUA NO SOLO: SIMULAÇÃO PARA A CULTURA DO MILHO IRRIGADO NO SEMIÁRIDO

FRANKLIN ALVES DOS ANJOS, RENER LUCIANO DE SOUZA FERRAZ, CONSTANTINO ANTÔNIO CAVALCANTE JÚNIOR, MAGNO LUIZ DE ABREU e orientado por PATRÍCIA DA SILVA COSTA e orientado por PATRÍCIA DA SILVA COSTA

Inúmeras discussões têm sido levantadas acerca de estratégias mitigadoras dos impactos causados pelas ações antrópicas, notadamente no âmbito de emissões de gases e consequente mudanças climáticas. Objetivou-se com este trabalho calcular o armazenamento de água no solo simulado pelo modelo AquaCrop/FAO® para a cultura do milho híbrido AG 7088 cultivado sob lâminas de irrigação nas condições agroclimáticas de Pão de Açúcar no semiárido Alagoano. O experimento foi conduzido entre os meses de abril e agosto de 2015. A área experimental está localizada no município de Pão de Açúcar, estado de Alagoas, nas coordenadas (09º 45’ 20,7” S; 37º 25’ 12,3’’ W e altitude de 18 m). O clima local é classificado como BSh’, com predomínio de caatinga hipoxerófila. Apresenta temperatura média anual do ar de 27 ºC e precipitação média anual de 500 mm. Os resultados da simulação para o total de água no solo (0-60 cm) durante o cultivo do híbrido AG 7088 no semiárido de Alagoas. Os valores simulados, bem como os medidos, respondem bem ao abastecimento de água no solo (irrigação e precipitação) para as lâminas L1 a L4 e L6 seguindo a tendência dos valores observados com subestimativa compreendida entre 24 a 35 DAP e 99 DAP até a maturidade fisiológica, exceto para L5, em que o modelo subestimou os resultados simulados para todo ciclo da cultura. Todavia, o teor de água no solo simulado permaneceu acima do ponto de murcha permanente (PMP) para os seis tratamentos durante a época de cultivo, enquanto algumas observações (L3, L4, L5 e L6) registraram valores superiores a capacidade de campo (CC). O modelo AquaCrop/FAO® foi calibrado para a cultura do milho híbrido AG 7088 cultivado sob lâminas de irrigação nas condições agroclimáticas de Pão de Açúcar no semiárido Alagoano, evidenciando boa performance entre valores observados e simulados, de modo a subsidiar tomadas de decisões acerca de estratégias de cultivo nas safras futuras. O armazenamento de água no solo foi modelado pelo AquaCrop/FAO® de maneira satisfatória, exceto para a lâmina 5, onde o modelo subestimou o total de água no solo para todo ciclo da cultura, evidenciando a deficiência do modelo em estimar o conteúdo de água no solo sobre condições de déficit hídrico.

Veja o artigo completo: PDF