Resumo Trabalho

PARÂMETROS BIOMÉTRICOS DA BERINJELEIRA SOB IRRIGACÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DOSES DE NITROGÊNIO E FÓSFORO

AMANDA COSTA CAMPOS, ALDAIR DE SOUZA MEDEIROS, NEWCÉLIA PAIVA BARRETO, IVOMBERG DOURADO MAGALHÃES e orientado por MANOEL MOISÉS FERREIRA DE QUEIROZ e orientado por MANOEL MOISÉS FERREIRA DE QUEIROZ

A água na região semiárida é um dos recursos naturais mais escassos, sendo indispensável um manejo correto da água como também a prática do reuso. Neste contexto, objetivou-se avaliar a viabilidade técnica do uso de nitrogênio e fósforo juntamente com água residuária doméstica pós-tratada em filtro de areia com fluxo intermitente sob os parâmetros biométricos de plantas de berinjela cultivada em região semiárida. O experimento foi conduzido no município de Pombal, Paraíba, utilizando-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4 x 4 + 1, com quatro repetições, sendo quatro doses de nitrogênio (N1 - 3,55; N2 - 6,2; N3 - 8,9; N4 - 11,55 g) e quatro doses de fósforo (P1 - 15,28; P2 - 26,74; P3 - 38,2; P4 - 49,66 g) e irrigação com água residuária. Adicionou-se um tratamento com 100% da adubação com N e P e irrigação com água de abastecimento. A interação entre as doses de nitrogênio e fósforo não influenciou nos parâmetros biométricos da berinjeleira; as doses crescentes de fósforo promoveram aumento linear na altura de plantas; a água residuária tratada pode ser usada para o cultivo da berinjela.

Veja o artigo completo: PDF