Resumo Trabalho

CLIMATOLOGIA DA PRECIPITAÇÃO EM PETROLINA - PE, BRASIL

MANOEL VIEIRA DE FRANÇA, RAIMUNDO MAINAR DE MEDEIROS, ROMILDO MORANT DE HOLANDA e orientado por MARCUS METRI CORREA e orientado por MARCUS METRI CORREA

A precipitação é uma das variáveis meteorológicas mais importantes para os estudos climáticos das diversas regiões do Brasil. Tem-se como objetivo realizar análise climatológica da precipitação anual histórica e dos seus máximos e mínimos valores absolutos ocorridos na série de 1911 a 2016 para Petrolina - PE visando contribuir nas decisões de setores como a economia, agropecuária e ao setor hídrico. Com 105 anos de precipitação observada têm-se que 39 anos ocorreram chuvas acima da média histórica, em treze anos os índices pluviais fluíram próximo a normal e cinquenta e três anos registrou-se chuvas abaixo da normalidade (média histórica). Registrou-se o ano de 1959 com baixo índice pluvial e o ano de 1985 como de máxima precipitação. A flutuação pluviométrica mensal é variável na sua distribuição temporal ao longo dos anos. O quadrimestre chuvoso centra-se nos meses de dezembro a março com totais mensais médios oscilando entre 69,8 a 99,5 mm os meses de julho e agosto considerado como seco com índices mensais de 9,2 a 7,8 mm, a precipitação média climatológica é de 481,4 mm.

Veja o artigo completo: PDF