Resumo Trabalho

USO DA ÁGUA DE CISTERNAS NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO: ALTERNATIVA DE SUSTENTABILIDADE

GÁUDIA MARIA COSTA LEITE PEREIRA, XENUSA PEREIRA NUNES e orientado por MONICA APARECIDA TOMÉ PEREIRA e orientado por MONICA APARECIDA TOMÉ PEREIRA

Buscando formas de sobreviver aos longos períodos de estiagem no semiárido brasileiro, onde a pluviometria é baixa e há longos períodos de secas que ameaçam a convivência da população na região, há esforços de Organizações Não Governamentais – ONG e do Governo Federal para criarem alternativas que minimizem os impactos que prejudicam as famílias em períodos secos. Dentre as alternativas, esse trabalho tratará da política pública para a construção das cisternas de placas executada pelo Programa Um Milhão de Cisternas – P1MC. São cisternas de 16 mil litros de água, feitas em parceria entre o Governo Federal, através do Ministério do Desenvolvimento Social – MDS e ONG sob e gestão da sociedade civil organizada. A cisterna foi proposta para abastecer uma família de cinco pessoas, por um período de 8 meses, considerando, aproximadamente, 14 litros de água por dia, por pessoa. O sucesso dessa ação tanto se pode perceber pela boa aceitação por parte das famílias, quanto pelo Governo, que adotou esse movimento social como uma política pública, investindo recursos em tempo hábil, minimizando os danos de estiagens prolongadas.

Veja o artigo completo: PDF