Resumo Trabalho

DETECÇÃO DE MUDANÇAS DO SOLO E DA VEGETAÇÃO NO SEMIÁRIDO PERNAMBUCANO

DOUGLAS ALBERTO DE OLIVEIRA SILVA, WELLINGTON MANOEL DOS SANTOS, TELLIANE SANTOS SALGUEIRO SILVA, SYMONNE PEREIRA FERNANDES

O semiárido é uma das regiões mais afetadas pela ação antrópica, esta que contribui direta e indiretamente na degradação do solo. Com o objetivo de estimar as mudanças na superfície, o presente trabalho apresenta técnicas de Sensoriamento Remoto, para a detecção de áreas degradadas no município de Petrolina-PE. Foram utilizados duas imagens orbitais do satélite Landsat-8 OLI/TIRS, no período de 2014 e 2015. Foram utilizadas as bandas de 2 a 7 (30 m), e a 10 (Banda termal 100m) dos sensores OLI/TIRS. As imagens de satélite que cobrirá a área de estudo possuem órbita 217 e ponto 66. Os resultados foram obtidos por meio da análise de imagens de satélite multitemporais por meio de cartas temáticas expressando a variabilidade dos parâmetros de albedo da superfície, temperatura de superfície, NDVI e SAVI. Para tanto, houve aumento na temperatura da superfície, diminuição do NDVI, evidenciando que houve avanço na degradação dos recursos naturais, da área estudada. Um melhor acompanhamento das áreas desmatadas ou destinadas ao plantio foi alcançado com a comparação das imagens do NDVI e SAVI para os diferentes anos demonstrando o comportamento sazonal da vegetação na área do município e da mata ciliar do rio São Francisco. Detectou-se mudanças no padrão de cobertura vegetal que foi mais expressiva no ano de 2014. Conclui-se, portanto, que o albedo, Tsup, NDVI, e SAVI identificaram de forma efetiva a variabilidade do uso e ocupação do solo da área estudada. Concluindo que os dados são bastante úteis na avaliação espaço-temporal dos índices e também para a avaliação dos impactos de uso do solo decorrentes de mudanças da superfície.

Veja o artigo completo: PDF