Resumo Trabalho

COMPOSIÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE COPEPODA (CRUSTACEA) NA COLUNA D’ ÁGUA EM AÇUDE DO SEMIÁRIDO NORDESTINO

RENATA MARIA DA SILVA LUCAS, FLÁVIA FIDELES DE VASCONCELOS e orientado por HÊNIO DO NASCIMENTO MELO JÚNIOR e orientado por HÊNIO DO NASCIMENTO MELO JÚNIOR

A migração vertical do zooplâncton é um fenômeno pouco estudado na região do semiárido. O presente trabalho teve como objetivo, identificar a composição e a Distribuição Vertical de espécies de Copepodes Do açude Ubaldinho. Para a realização deste estudo foram feitas analises de amostras coletadas em maio de 2016 nos 26 e 27, em ciclo nictmeral (24 horas), com intervalo de 3 horas a cada coleta começando as 13:00 h no dia 26 com termino as 07:00 h no dia 27. A coleta foi realizada em dois pontos amostrais, Ponto 1 (controle) e Ponto 2 (Piscicultura), as amostras de zooplâncton foram coletadas no Epilímnio, Metalímnio e Hipolímnio, com auxílio da garrafa Van Dorn e uso de rede de plâncton com abertura de malha 45µm para filtragem das amostras, e preservados em formol a 4%. Com relação aos resultados obtidos, foram identificadas duas espécies adultas de Copepodes: Notodiaptomus cearensis e Thermocyclops minutus, e dois organismos jovens, Náuplio e Copepodito, organismos que mostraram maior concentração no Hipolímnio em relação as outras camadas de água. Dentre as espécies identificadas Notodiaptomus cearensis foi a espécie com maior quantidade de organismos, apresentando maior quantidade de organismos 19:00h no P1, e a menor quantidade 16:00h, 22:00h e 07:00h, seguida do organismo jovem Náuplio, apresentou maior quantidade 07:00h no P2, a espécie Thermocyclops minutus foi a espécie que apresentou menor quantidade de organismos 22:00h no P1 e maior quantidade 07:00h no P2, o organismo Copepodito apresentou a menor quantidade de organismos.

Veja o artigo completo: PDF