Resumo Trabalho

ESTUDO DA INTERFERÊNCIA DA TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO NAS RESIDÊNCIAS DE MONTEIRO-PB

FABIANA MARCIA SILVA MONTEIRO, EMMANUELLA FLORA AMARAL BARBOSA DE OLIVEIRA, THALITA INGRID ROCHA DOS SANTOS, JOÃO ALEXANDRE e orientado por IRACIRA JOSÉ DA COSTA RIBEIRO e orientado por IRACIRA JOSÉ DA COSTA RIBEIRO

O Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional, comumente chamado de Transposição do Rio São Francisco é uma das maiores obras de infraestrutura hídrica em realização no nosso país. O eixo leste percorre 220 quilômetros até o Rio Paraíba que tem sua nascente na cidade de Monteiro-PB, onde foi concentrado grande parte do canteiro da obra. Sendo uma das maiores do gênero nunca antes feita, a obra teve trabalhos excepcionais relacionados a escavações, detonação de explosivos, movimentação de terra e drenagem. Essas ações foram realizadas próximas a regiões povoadas, causando diversos problemas nas edificações adjacentes. Por conta da interação destas ações foi realizada a pesquisa na cidade de Monteiro-PB em edificações nas ruas próximas à obra com o objetivo de identificar a existência de danos estruturais. Com a coleta de informações, foi possível observar que houve alteração na rotina dos indivíduos, pois a cada detonação, os moradores saiam de suas casas por medida de segurança. Além disso, identificou-se que, na maioria das edificações visitadas, manifestações patológicas apareceram ou foram intensificadas em decorrência da rotina de serviços, cujas ações provocam vibrações intensas no subsolo.

Veja o artigo completo: PDF