Resumo Trabalho

PADRÃO DE CIRCULAÇÃO VERTICAL EM PISCICULTURA EM TANQUE REDE NO SEMIÁRIDO

MARIA IZADORA SOBREIRA SILVA e orientado por HÊNIO DO NASCIMENTO MELO JUNIOR e orientado por HÊNIO DO NASCIMENTO MELO JUNIOR

Os processos de estratificação e desestratificação são dinâmicos e possuem fundamental importância para o entendimento dos processos químicos e biológicos que ocorrem em lagos, represas, rios, açudes. Este estudo buscou compreender o padrão de circulação vertical da coluna de água e a influência que a temperatura atmosférica exerce no processo. O estudo foi realizado no açude Ubaldinho no município de Cedro, Ceará. Os pontos de coleta foram determinados em função da corrente eólica predominante no local, sendo P1-controle e P2-piscicultura. Foram analisados oxigênio dissolvido e temperatura com sonda HI 9346 e vento com anemômetro ITAN-700. Para P1 a variação de temperatura foi entre 30°C e 29,2 °C, e vento com variação entre 0m/s e 6m/s. Em P2 a variação foi de 29.3°C a 30,2°C para temperatura e o vento variou entre 0m/s e 7m/s. A análise dos dados revelou que a desestratificação não sofre influência direta do vento, pois em alguns pontos o vento está ausente, porém o padrão de desestratificação permanece. Relaciona-se então esse fenômeno ao baixo volume hídrico oriundo do longo período de estiagem dos últimos anos, como consequência a profundidade também está bem reduzida o que possibilita que o calor que incide sobre o epilímnio se dissipe de maneira uniforme por toda a coluna de água.

Veja o artigo completo: PDF