Resumo Trabalho

TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO NO SUPORTE A ANÁLISE DA SECA ENTRE OS ANOS DE 2004 E 2016 NO AÇUDE DE SÃO GONÇALO –SOUSA- PB

RENATA LUANA GONÇALVES LOURENÇO, FAGNA MARIA SILVA CAVALCANTE, MARIA JULIANA GONCALVES LOURENCO, MARIANA LIMA FIGUEREDO e orientado por LUÍS GUSTAVO DE LIMA SALES e orientado por LUÍS GUSTAVO DE LIMA SALES

O baixo índice pluviométrico é uma das principais características do Sertão da Paraíba. Em particular, verifica-se nesta região uma redução significativa dos totais pluviométricos a partir do ano de 2011, ocasionando sérios danos aos níveis dos reservatórios. O açude de São Gonçalo, principal fonte hídrica para o município de Sousa e Marizópolis, vem apresentando uma queda considerável em seu volume. Este, por sua vez, foi declarado em situação de emergência no ano de 2015. Logo, fazendo uso de ferramentas de geoprocessamento, busca-se a partir do desenvolvimento da presente pesquisa analisar o real cenário da microbacia do açude de São Gonçalo. Foi utilizado o Índice de Vegetação por Diferença Normalizada – IVDN para se obter informações sobre a vegetação na microbacia entre os anos de 2004 (ano de cheia) e 2016 (ano de seca). Dados hidrometeorológicos auxiliaram a perceber que os períodos com desvios negativos à pluviometria média climatológica coincidiram com a redução no volume do açude. Por fim, a população, a economia e o meio ambiente de Sousa e Marizópolis estão passando por dificuldades causadas pela seca.

Veja o artigo completo: PDF