Resumo Trabalho

ARMAZENAMENTO DE ÁGUA NO SOLO COM CAPACIDADE DE CAMPO DIFERENCIADA NO MUNICÍPIO DE CARUARU-PE, BRASIL

RAIMUNDO MAINAR DE MEDEIROS, ROMILDO MORANT DE HOLANDA , EMMANUELLE MARIA GONÇALVES LORENA, VICENTE DE PAULO SILVA

O balanço hídrico permite o conhecimento da necessidade e disponibilidade hídrica no solo ao longo do tempo assim como a realização do planejamento hídrico para se dimensionar qualquer forma de manejo integrado dos recursos hídricos. Objetiva-se a realização do computo do balanço hídrico pelo método de Thornthwaite e Mather (1948, 1955) com diferentes capacidades de (50, 75, 100, 125 e 150 mm) e verificar a influência do armazenamento de água no solo no município de Caruaru-PE. A partir dos resultados do balanço hídrico elaborou-se uma tabela contendo os valores de Evapotranspiração Potencial; Deficiência hídrica e Excedente hídrico que permitem a melhor visualização da situação hídrica para os respectivos valores das CAD’s. Com base no balanço hídrico climatológico foram utilizadas as metodologias de Thornthwaite (1948) e Thornthwaite e Mather (1955) para a classificação climática de acordo com os valores de CAD predeterminados, o programa foi desenvolvido por Medeiros (2016) de acordo com o método de Thornthwaite e Mather. A capacidade de armazenamento de água no solo (CAD) não sofre influencia nas condições hídrica municipal. A reposição de água ao solo para capacidade máxima de armazenamento independe da CAD assim como solos com maior e/ou menor CAD não proporcionam perdas e aproveitamento pelas culturas. As mudanças de CAD praticamente não alteram os poderes evaporativos, as deficiências e excedentes hídricos.

Veja o artigo completo: PDF