E-book

ISBN: 978-65-86901-10-8 
I Congresso Internacional de Meio Ambiente e Sociedade e III Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido

Produção científica e alternativas para o Meio Ambiente – Diálogos
Baixe o E-book Completo Localize seu artigo no e-book

Prefácio

Livro I – Produção científica e alternativas para o Meio Ambiente – Diálogos

   Em uma sociedade vivenciando os efeitos de uma globalização em um sistema capitalista, garantir desenvolvimento e, ao mesmo tempo, preservação ambiental parece uma equação bastante difícil, notadamente se os diálogos forem postos refletindo sobre o consumo. Apesar de parecerem temas antagônicos, faz-se necessário e urgente debater e dialogar sobre as aproximações e distanciamentos existentes entre consumo, desenvolvimento e proteção ambiental com foco na sustentabilidade para que, avaliando as experiências passadas e presentes, possamos ter uma perspectiva global de cenários para as próximas gerações. Este foi o foco da para as discussões no Congresso Internacional de Desenvolvimento, Meio Ambiente e Sociedade e também no III Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido, propostos com o objetivo de reunir várias áreas do conhecimento que possam contribuir para uma vida melhor e um ambiente mais equilibrado no cenário atual.
   Apresentamos neste livro uma coletânea de textos de alunos de pós-graduação strictu sensu e de mestres e doutores avaliados pela comissão científica do I Congresso Internacional de Meio Ambiente e Sociedade e III Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido, realizado em Campina Grande, na Paraíba em novembro de 2019 com temática “Diálogos entre consumo, desenvolvimento e proteção ambiental”. Os artigos trazem, de uma forma geral, resultados parciais e finais de pesquisas realizadas no Brasil envolvendo a seara ambiental. 
   Trata-se de uma obra de caráter interdisciplinar abrangendo várias áreas do conhecimento. Para uma melhor apresentação dos textos dividimos o livro em cinco seções temáticas, a saber: Conhecimentos, manejos de espécie e do ambiente da flora: Semiárido e Mata Atlântica; Conhecimentos, manejos de espécies e do ambiente da fauna e da flora; Qualidade e usos das águas; Avaliação da produção e qualidade de alimentos e, por fim, Manejo de resíduos sólidos. 
Na primeira seção: “Conhecimentos, manejos de espécies e do ambiente da flora: Semiárido e Mata Atlântica” foram abordados os temas: Mangueira Maranhão no Seridó paraibano: história, características botânicas e atributos dos frutos; Diversidade genética da orquídea endêmica e ameaçada Cattleya granulosa lindley na Mata Atlântica;  Produção de mudas de Myracrodruon urundeuva allemão via micropropagação: uma alternativa para conservação da espécie; Contribuição de poleiros artificiais no banco de sementes do solo em áreas em restauração na Caatinga; Cobertura vegetal urbana: perspectivas para a conservação ex situ; Estrutura da comunidade meiofaunística após longo período de estiagem em uma região semiárida; Biodiversidade de algas e cianobactérias no semiárido paraibano; Distribuição espacial e temporal da comunidade fitoplanctônica na bacia do rio Paraíba e sua relação com o estado trófico; Mapeamento da temperatura da superfície e do índice de vegetação em anos de el niño/la niña no município de Coremas-PB, Manejo de cactáceas ornamentais para a produção de emprego e renda e, por fim,  Fisiologia e crescimento da alface cultivada em distintos ambientes no semiárido brasileiro.
   Na segunda seção: “Conhecimentos, manejos de espécies e do ambiente da flora”, os temas abordados foram:  Efeito de bioestimulante em cultivares de feijoeiro nas condições do sudoeste goiano; Manejo nutricional com fertilizante organomineral na cultura da soja para altos rendimentos; Sementário de espécies de adubos verdes do campus IV da Universidade Estadual da Paraíba; Relações de causa e efeito, abordagem multivariada para inoculação de Azospirillum brasilense no milho; Modelos multivariados e canônicos aplicado ao milho: benefícios da adubação verde com Vigna unguiculata; Viabilidade econômica determinada em três cultivares da alface crespa cultivadas em sistema hidropônico com diferentes níveis de salinidade; Características e aplicações sustentáveis do sisal e de seus derivados; Novo paradigma da sustentabilidade da piscicultura em açudes do Nordeste brasileiro; Reúso de efluente da piscicultura como fertirrigação na produção de mudas: uma revisão de literaturae, por fim, Conservação de Panthera onca (linnaeus, 1758) no brasil: desafios, comportamento e vulnerabilidade.
   A terceira seção do livro abordou a “Qualidade e usos das águas”. Os textos que a compõem são: Avaliação da evapotranspiração de referência em região semiárida da Paraíba, Brasil; Qualidade microbiológica da água do Riacho do Meio, Unidade de Conservação Parque Estadual Mata do Xem-xém, Bayeux/PB; Mapeamento e delimitação dos sistemas ambientais do município de Maranguape – CE; Seletividade de espuma porosa hidrofóbica de poliuretano à base de óleo de mamona para remoção de contaminantes em meio aquático; Avaliação da degradação da qualidade da água dos corpos hídricos do estado Paraíba e identificação de fatores causadores; Avaliação comparativa de agentes coagulantes químico e natural no tratamento do efluente da lavagem de veículos no município de Sumé - PB; Condições hidroclimáticas das áreas de nascentes do alto curso da sub-bacia hidrográfica do rio Figueiredo/Ceará/Brasil; Influência da seca nas variáveis físicas, químicas e biológica em reservatório do semiárido brasileiro; Simulação de redes de abastecimento de água utilizando o EPANET 2.0; Filtração direta descendente: conceito, características e aplicações no tratamento de água; Potencialidades e obstáculos das práticas de saneamento básico e ecológico. Outra racionalidade é possível?; Avaliação do poder adortivo da vagem do feijão (Phaseolus vulgaris l.) em corpos d’água contaminados com gasolina, utilizando a técnica de adsorção; Análise das condições de balneabilidade nas praias do município de Natal/RN: estudo de caso nas praias do Forte e Redinha no período de 2010 a 2016; Uma revisão sobre a eficiência dos coagulantes naturais comparado aos coagulantes químicos na remoção de cor e turbidez presentes em águas superficiais; Ferramenta baseada em técnicas de aprendizado de máquinas: quais os avanços para reabilitação de ecossistemas aquáticos?; Avicultura no semiárido: projeção do volume d’água consumido na fase de engorda; Simbiose industrial para os resíduos gerados na produção de cachaça e, por fim, Avaliação do potencial de degradação do petróleo por micro-organismos para recuperação de ambientes impactados.
    A quarta seção do livro traz textos tratando da “Avaliação da produção e qualidade de alimentos”: Uso de forragens conservadas no sistema de produção de leite; Microbiologia de queijo tipo coalho produzido com leite pasteurizado recoberto com cobertura a base de fécula de mandioca e sorbitol; Embalagens ativas na conservação de queijo coalho: uma abordagem bibliográfica; Microbiologia em aves e ovos; Inovações e atualidades em tecnologia de embalagens para alimentos: uma revisão; Substâncias bioativas como conservantes naturais em alimentos; Estudo farmacológico e toxicológico de um candidato à fármaco derivado da d-glicose e, por  fim, Monitoramento das aplicações tecnológicas da enzima acetilcolinesterase obtidas na plataforma patentinspiration.
    A quinta e última seção deste livro trouxe quatro artigos discutindo “Manejo de resíduos sólidos”. São: Tecnologia de biodigestores de resíduos sólidos orgânicos; Análise técnica do aproveitamento dos resíduos poliméricos no setor de pavimentação rodoviária, Estudo da modificação química de bentonitas para uso em nanocompósitos poliméricos. e, por fim, Análise do plano emergencial de abastecimento de água em São José de Piranhas-PB por diferentes metodologias.
    Agradecemos à EDUEPB pela importante e significativa parceria que viabilizou a publicação desse livro, possibilitando dessa forma o maior acesso a parte das discussões realizadas no Congresso Internacional de Desenvolvimento, Meio Ambiente e Sociedade e também no III Congresso Internacional da Diversidade do Semiárido, a partir dos textos que ora são disponibilizados.
    À você, leitor, deixamos a provocação para mergulhar nas páginas seguintes e conhecer um pouco do que foi discutido sobre os temas ao longo do evento, e também sobre o que tem sido produzido nas academias e instituições de pesquisa brasileiras. Que a leitura seja leve e proveitosa!

Cristian José Simões Costa
Edson Hely Silva
Rozeane Albuquerque Lima
Ver mais
Compartilhe:

Artigos | 51 artigos disponíveis.