Artigo Anais VII ENALIC

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-3234

Visualizações: 65
POSSIBILIDADES E LIMITAÇÕES DO ENSINO DA LEI DE AMPÈRE POR MEIO DA EXPERIMENTAÇÃO EM CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE FÍSICA

Resumo

Este trabalho descreve um experimento, realizado no laboratório de Física do IFTO Campus Palmas que buscou associar a prática com a teoria, baseado em uma metodologia de ensino com o objetivo de visualizar de modo prático conceitos relacionados à lei de Ampère. Foram realizadas medidas utilizando aparato computacional e sensores, em uma turma do quinto período do curso de Licenciatura em Física, e discutem-se, no presente trabalho, as possibilidades e limitações desse recurso como apoio na formação de professores de Física. Os professores de física têm vários recursos didáticos hoje em dia para todas as áreas da física e mesmo assim muitos professores preferem as aulas tradicionais para ministrar os conteúdos das disciplinas de física (PUGLIESE, 2017). Podemos dizer que professores se mantem amarrados ao tradicionalismo, pois, a maioria das escolas não tem estrutura e o conteúdo programado para cada ano do ensino médio é muito extenso para a quantidade de aulas que são destinadas à essa disciplina. Conforme Braga (2004), o ensino de física seria mais atraente e eficiente para os alunos do ensino médio se fosse abordada uma temática mais conceitual, deixando os cálculos em segundo plano assim, possibilitando a eles uma aprendizagem significativa. Moreira & Pinto (2003) apontam, uns dos grandes problemas no ensino da lei de Ampère é a parte conceitual pois, para os alunos a lei de Ampère é apenas um cálculo do campo magnético para figuras geométricas e com difícil aprendizagem dos alunos na parte conceitual, assim deixando a resolução de exercícios de maneira mecânica, essa dificuldade devem que alunos tem uma visão desarticulada do assunto de eletromagnetismo, os alunos observam cada conceito de maneira isolada e sem relação entre si.Os experimentos que serão apresentados no trabalho estão relacionados com a lei de Ampère, o experimento realizado serve como apoio a material didática, para que o aluno consiga ter uma aprendizagem significativa. O experimento mostra as relações estudas de forma algébrica experimentalmente. O laboratório é uma tática essencial no ensino de física, no estudo de ciência tem quase sempre a parte teórica e pratica, o laboratório mostra para os alunos com erro experimental que não a sistema perfeito como é mostrado no livro. A prática realizada por tratar de uma pratica em que se mexe com valores muito peque nos precisa de uma precisão muito grande, assim fazendo que o aluno relacione que quanto maior for maior a medida realizada menor precisa ser a precisão, quando se trata de uma medida muito pequena tudo a sua volta pode interferir no resultado, levando os alunos ao pensar cientifico. Analisando os resultados e fazendo as perguntas corretas aos alunos podemos fazer eles perceberem a relação entre as medidas. Podemos falar sobre o campo magnético da terra como ele pode interferir nas medidas, fazendo parece que campo magnético seja maior ou menor que do que parece. Ocorreu a verificado da relação entre corrente elétrica, campo magnético e número de espiras, conseguindo ver claramente essa relação por meio dos dados e as tabelas montadas, em que mostra a questão da proporcionalidade que é citada na literatura. O método experimental para auxiliar no ensino é uma forma eficaz para aprendizagem dos alunos, pois incentiva os alunos a estudarem e buscarem o conhecimento. Uma forma dos alunos associarem os cálculos ensinados nas aulas de física com o a teoria, fazendo que não haja a mecanização do ensino, que o aluno não aprende os conceitos apenas a fazer a resolução de exercidos. A lei de Ampère por ser um tema bastante complicado e ter sua teoria deixada em segundo plano pelos alunos, pois, eles estão mais preocupados em mecanizar a resolução de exercidos o ensino de uma forma experimental faz com que os alunos aprendam a teoria (Moreira & Pinto, 2003). O experimento busca que o aluno saiba a teoria englobada com os cálculos e veja a parte pratica do conteúdo estudado assim tento mais chances de ocorre uma aprendizagem significativa. A experimentação na formação de professores é muito importante, pois os futuros docentes aprendem táticas para aplicar com seus alunos no futuro, fazendo que o ensino-aprendizagem seja melhor para os alunos desses docentes em formação.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.